Home

  • Capítulo 4: Beleza Artificial [Como Programar o Amor — Degustação]
    Capítulo do e-book Como Programar o Amor Olá, minhas Galáxias! Após a decepção com o seu namorado Guilherme, Cibele apenas quer focar […]
  • Um Lugar Esquecido [Poesia]
    Só quero me refugiar em um lugar esquecido. Me afastar de tanto grito, barulho, confusão. Um campo, um deserto, meu palácio não […]
  • Intervenção Alienígena [Poesia]
    O mundo está de cabeça para baixo e completamente de pernas para o ar! Envergonhada, a Lua nem quer olhar aqui embaixo. […]
  • Fast-Food [Poesia]
    Debaixo de governo guloso e predatório, somos meras presas fracas de tanto fugir. Taxação até para respirar; sofrer é obrigatório. Cercados no […]
  • Letargia [Poesia]
    Consciência congelada. Sociedade alienada. Letargia. Sangue. Morte. Nostalgia. O que levar a sério? Entre tantos fakes, o real é mistério. Maldade é […]
  • No 220 [Poesia]
    Sociedade que não para, vivemos rápido demais, no 220. Tic, Tac – Acordar! Comer! Ir malhar! Tic, Tac – Estudar! Trabalhar! Deitar! […]
  • Capítulo 3: O Projeto [Como Programar o Amor — Degustação
    Capítulo do e-book Como Programar o Amor Olá, minhas Galáxias! A programadora Cibele resolve ir se encontrar com seu namorado Guilherme e […]
  • Cabeça Elétrica [Poesia]
    Pensamentos acelerados podem nos eletrocutar. Os volts do ódio podem minha paz torrar. Emoções turbulentas – só quero minha cabeça elétrica desligar. […]
  • Jogos Sutis [Poesia]
    Depois de tantos anos de abuso é difícil encontrar espaço para o perdão. Seu progresso é o que mais acuso – como […]
  • Brasil atinge a 7ª posição de maior investidor em Criptomoedas [Notícia]
    Criptomoedas não são mais desconhecidas. Assim sendo, o Brasil investe frequentemente e em alto volume. Brasil e as Criptomoedas O Brasil conseguiu […]
  • Lágrimas da Guerra [Poesia]
    Atrás de nossas botas foragidas nos acompanha as lágrimas da guerra. Somos inocentes com culpabilizações fingidas. Somos órfãos de destruída terra. Pessoas […]
  • Last of Us: É Possível Acontecer Uma Pandemia de Fungos? [Notícia]
    Com o lançamento na plataforma HBO MAX no domingo dia 15 da série de Last of Us, uma dúvida surgiu: vivenciaremos uma […]
  • Ciência Antiga [Poesia]
    Já viajei o mundo indo da Rota da Seda até Alexandria, sempre em busca de conhecer o segredo que as estrelas escondem, […]
  • A Inteligência Artificial e as Artes [Notícia]
    Com os avanços dos algoritmos e sistemas de aprendizado, a inteligência artificial já é capaz de fazer arte como escrever livros e […]
  • Anjo Eletrônico [Poesia]
    Saiba que você não só me tocou, mas foi como um root e fundo me acessou. Não sei quem te passou minha […]
  • Pé de Moleque [Microconto]
    Como meu último pé de moleque, encarando os olhos frios do apocalipse.Mágoa some no açúcar: se eu soubesse do fim, teria vivido […]
  • Capítulo 2: Trilha de Dados [Como Programar o Amor — Degustação]
    Capítulo do e-book Como Programar o Amor Olá, minhas Galáxias! Depois da descoberta da programadora Cibele da traição de seu namorado por […]
  • Mil Teorias [Poesia]
    Fakenews, teorias da conspiração. Cérebros ligados 24 horas por dia em mais de mil teorias e sua enganação. Que torpor grande que […]
  • Coração de Aço [Poesia]
    Busco um transplante para meu coração. Meus batimentos estão cada dia mais a minguar. Foram muitas pancadas de traição e decepção. Um […]
  • Karma [Poesia]
    Memórias de um passado a se esquecer. Inscrevo-me em projeto para meu cérebro modificar. Afinal, quem não quer ter uma mente nova […]
  • Estado Democrático de Direito, Redes Sociais e Golpe [Notícia]
    Nunca o Direito Digital se fez tão presente na história do Brasil. Após atos antidemocráticos, Big Techs cedem informações para a Justiça. […]
  • Renascer [Poesia]
    Com tantos bebês de laboratório, e a vida com seu útero artificial, meu corpo pode ser sintético, até anormal, mas não quero […]
  • Marionetes [Poesia]
    Vivemos em um mundo cheio de manipulação. Quando menos esperamos, há cordas em nossos membros, e de repente nos descobrimos marionetes sob […]
  • O Lobo e a Cabana [Poesia]
    Noite triste de muita neve. Só não sei se há mais gelo lá fora ou em mim. Coração não para de chorar, […]
  • Capítulo 1: Verdadeiro ou Falso [Como Programar o Amor – Degustação]
    Capítulo do e-book Como Programar o Amor Olá, minhas Galáxias! A partir de hoje e também nos próximos sábados, vou postar os […]
  • Fórmula Secreta [Poesia]
    Leia enquanto acompanha a minha recitação especial =): O cientista busca a fórmula secreta, como a bruxa procura o mais forte feitiço. […]
  • Uni-Versos
    Leia enquanto acompanha a minha recitação especial =): Uni versos como a experiente costureira que junta fios ainda que de material ou […]
  • Informação [Poesia]
    Leia enquanto acompanha a minha recitação especial =): Nesta nova Era da Informação e Conhecimento, não somos mais pessoas — somos dados. […]
  • Tecno-Poesia [Poesia]
    Leia enquanto acompanha a minha recitação especial =): Cada tecla pressionada é uma frase lapidada. Feito ouro virgem que sai da mina, […]
  • Tecnologia: veja as principais tendências para 2023 [Notícia]
    A cada ano que passa a tecnologia progride mais rápido. E em 2023 não será diferente. Confira as inovações tecnológicas que vão […]
  • Anomalia [Poesia]
    Leia enquanto escuta a minha leitura =): Sou o corpo estranho, a anomalia que ninguém nunca esperou. Fui a causa da estrutura […]
  • O Cesto de Maçãs [Microconto]
    Clarice e Edward estavam em lua de mel.   E todo dia depois do jantar, Edward, por ser cozinheiro, preparava uma maravilhosa […]
  • 2023 e os Alienígenas [Humor]
    Olá, minhas Galáxias! Como a Terra possui continentes extensos e forma esférica, há diferentes fusos horários estabelecidos pelo mundo e por isso, […]
  • Oração [Poesia]
    Hoje minha oração vai para as estrelas para que tudo seja inovador e refrescante. Um cometa passa levando o passado e suas […]
  • Limbo Eletrônico [Poesia]
    Nunca parei para pensar na morte até que te vi dentro de um túmulo. Sentindo dor e falta de suporte, amaldiçoei a […]
  • Xenobots [Poesia]
    Máquinas biológicas, células robóticas, levando o saúde do mundo à nova ótica. Percorrendo o sangue como se estivessem em botes assim os […]
  • Batalha no Sol [Poesia]
    É abril de dois mil e vinte e três. O que as TVs e mídias noticiam parece mentira. “Uma erupção solar vai […]
  • Bit Rebelde [Poema]
    Crash no sistema operacional! Sou o bit rebelde que causa o motim. Não aceito mais nenhuma diretriz desproporcional. Vou programar a fuga […]
  • Erva Daninha [Poesia]
    Todos temos em nós o jardim dos sentimentos: eles podem ser perfumadas e lindas flores ou podem ser terrível erva daninha crescendo […]
  • Offline/Online [Poesia]
    Leia enquanto acompanha minha recitação especial =): Offline, online, offline, online. Você nunca está disponível. Aparece e logo desaparece – verdadeiro boderline! […]
  • Alma de Aço [Poesia]
    Leia enquanto acompanha a minha recitação especial =): Coração de pedra, alma de aço. Fios que me prendem em amarras. Mente pré-programada […]
  • Steam [Poesia]
    Leia enquanto acompanha a minha recitação especial =): Vapor, ferro, tecnologia. Dirigíveis, válvulas, engrenagens. Cidade histórica e técnica, fora de toda cronologia. […]
  • ProgrAMA [Poesia]
    Leia enquanto acompanha a minha recitação especial =): Deveriam criar um programa que alterasse quem não mais ama; uma tecnologia para os […]
  • Real ou Ficção [Poesia]
    Vivo em uma cidade sem habitantes humanos: todos viraram meros hologramas. Fechados em suas bolhas de simulação por anos, real ou ficção […]
  • Alma Científica [Poesia]
    Quando se tem uma alma científica, nada mais é impossível. Toda busca é focada no sentido maior, no que significa. Até o […]
  • Disco Voador [Poesia]
    Não tenho mais interesse nas coisas deste mundo.Quero ir embora num disco voador.Sonhos destruídos; o mal reinando imundo.Acabou a fantasia; só resta […]
  • Clone [Poesia]
    Muitos passam a vida na base da imitação. São almas dentro de tubos de ensaio Clones de si mesmas, uma mera falsificação. […]
  • Luz Científica [Poesia]
    Leia enquanto acompanha a minha recitação especial =): Um apagão às vezes toma meu raciocínio. São tempos obscuros; tempo de combate à […]
  • Como Programar O Amor (Livro) – Sinopse
    Olá, minhas Galáxias! Se vocês ainda não conhecem meu novo e-book de romance de ficção científica (sci-fi) “COMO PROGRAMAR O AMOR“, confiram […]
  • Copa do Mundo do Catar e Tecnologias Inéditas no Futebol [Notícia]
    O Brasil joga hoje no estádio Lusail contra a Sérvia. Mas não é só nesse estádio que fica na smart city de […]
  • Lixo Espacial [Poesia]
    Leia enquanto acompanha a minha recitação especial =): Não pense que sou apenas uma poeira cósmica, um resto de um planeta que […]
  • Robôs montados em camelos? [Notícia]
    Para evitar problemas com os direitos humanos, Catar, o país sede da Copa do Mundo de 2022, encontrou a solução em robôs […]
  • Luz do Farol [Poesia]
    Leia enquanto acompanha a minha recitação especial =): Após tantos anos em dolorosa escuridão, por um minuto, vi a luz do farol. […]
  • O que a Leitura pode fazer por você? [Insights]
    Olá, minhas galáxias! Deixo para vocês o seguinte Insight: E para vocês? Já sentiram que a leitura mudou a vida de vocês? […]
  • Universo em Cacos [Microconto]
    Aika limpa com uma vassoura e uma pá os cacos do seu copo de vidro favorito de café que acabou de quebrar […]
  • Poesia das Máquinas [Poesia]
    Leia enquanto acompanha a minha recitação especial =): Ouça o barulho das fábricas, a poesia das máquinas. Deixe que elas façam nossos […]
  • Distopia Romântica [Poesia]
    Leia enquanto acompanha a minha recitação especial =): Esse coração ingênuo acaba de cair em outra distopia romântica: quem vivia todo dia […]
  • [Humor]: Um Poema Tecnológico
    Olá, minhas Galáxias! Vou inaugurar hoje a nova Categoria “Humor Galáctico”, para compartilhar: Afinal, a vida precisa ser mais divertida =) Abaixo […]
  • Dragões com Chip [Conto]
    Olá, minhas galáxias! Espero que curtam meu vídeo abaixo e o conto de hoje! 1.   Theodorius observava com sua luneta no […]
  • A Origem do Universo [Poesia]
    Leia enquanto acompanha a minha recitação especial =): Sou a partícula da origem do universo; a força que move os buracos negros. […]
  • [#Avisos:] O Blog Vai Voltar com Tudo!
    Olá, minhas Galáxias! Tudo bom? Tenho mais um recadinho para vocês! Se vocês pensaram que meu Blog tinha sigo sugado por um […]
  • 139. Muitos Corações (FINAL)
    Dois corações foram carbonizados na ponta canalizadora. E dentro, duas essências se regozijavam com a meta recicladora que já estava proporcionando vida […]
  • [#Avisos]: Lançamento Surpresa: Como Programar o Amor
    Olá, minhas galáxias! Tenho uma grande novidade para vocês! Se vocês curtem livros, filmes e séries sobre robôs, tecnologia e distopia, preparem-se […]
  • 138. Novo Começo de Um Meio
    Então, tropas e povo ferido pararam vendo a estrela gigantesca sem mais crescer e da qual vinha ponte de cor carnavalesca, cheia […]
  • 137. Dois Corações
    “Luniel… tudo foi rápido, mas já há muito nos conhecemos!” “É porque precisamos ficar juntos para a tarefa que iremos…” Emudeceram-se e […]
  • 136. Amor Abrasante
    Sem armadura e manto real, Solato não parecia o rei narcísico. Além disso, seu olhar mudou, tornando angelical seu físico. “Ainda bem […]
  • 135. A Temperatura Aumenta
    “Sim, poderemos”, assentiu com Solato já no quarto, confiante. Fitou leito de podridões que diria se tivesse boca denunciante. Em seguida, notou […]
  • 134. Pegue a Minha Mão
    Percebeu que deixara perante a ele seus dotes bem evidentes e que tinha o conquistado mais do que quaisquer concorrentes. Assim, feliz […]
  • 133. Sintonia
    “Não há coragem em matar, mas em se confiar nos sonhos de curar Dicuro e Volata com Amor!”, soltou-o; olhos risonhos. Luniel […]
  • 132. Uma Lupa Sobre o Futuro
    Luniel teria trabalho para mudar aquele rei tão sem sapiência. “Quando morrer, não levará ouro, só virtudes”, fez advertência. “Que ousada. Por […]
  • 131. Mulher de Decisão
    E parecia que o rei leu sua mente, pois estava em frente da cela, sem crer que ainda tivesse vivos lá, ainda […]
  • 130. O Real Sentido das Coisas
    Ele seguiu: “Tentei avisá-la por telepatia, mas o revestimento da cela me atrapalhou. É o fim, amiga, e só nos resta lamento.” […]
  • 129. A Peça que Falta
    Ele implorou para ficar sozinho, pois só lhe restava se lamentar. Já ela disse que passou muito apuro para resgatá-lo e ia […]
  • 128. Opiniões Diferentes
    Olhou com ódio as sedas já com o tecido danificado e fajuto, idêntico aos por onde a rebelde foi, e a poria […]
  • 127. Querendo e Não Podendo
    Furioso, queria provocar guardas e contra grades atirava banco para evitar que fossem atrás de lunares; e ao vê-la, levou tranco. Luniel […]
  • 126. Reencontro Tão Sonhado
    Conseguiu escapar, e não ligou por não ter lutado feito mestra, visto que o ambiente estava a deixando cada vez menos destra. […]
  • 125. Quanto Mais se Reza, Mais Assombração Aparece
    Estava zonza e demorou em ver que a luz vinha de um animal tal salamandra e com lagartos sabia que tinha que […]
  • 124. Rota Imunda
    O gesto de proteção a valorizou, e lhe ofertaram recompensas como auxílio, e visto que a pressa e agonia já eram densas, […]
  • 123. Atentado
    “As pedras rolaram”, ditado lunar tal “A vaca foi para o brejo”. Dicuro logo explodiria, e pensou: “Oh, amigos, como os invejo”. […]
  • 122. Não Tendo Mais Para Onde Correr
    Para se salvar das tropas, o cozinheiro fez as moças de reféns para pelo menos prejudicar Solato – algo que merecia parabéns. […]
  • 121. O Melhor Momento
    O plano de explorar e localizar o mago findou em malogro. Acabou na Sala do Trono, onde Solato falava com militar ogro. […]
  • 120. Descontrolados
    Quando chegou, sentiu odor como se se perdera na rota de volta ao laboratório, e viu solar com bigode de marmota. Era […]
  • 119. Sob Pressão
    Puxou a corda na roldana indo abaixo apreensiva. Não podia mais demorar, tal a mãe aconselhara, à hora incisiva. Mas a corda […]
  • 118. Entendendo os Símbolos
    Ela as contou que aprendeu a ler mapas na mineração, antes de ser raptada para servir à régia satisfação. Os jovens camuflavam […]
  • 117. Vendo Além das Aparências
    No quarto, viu que o guarda acordou sem de nada se recordar e já tinha saído, então Luniel para as meninas se […]
  • 116. Sempre Vou Acompanhá-la
    Ao ele cair inconsciente no chão, Luniel saiu para exploração. Precisava saber até aonde iria sem causar inquietação nos guardas que não […]
  • 115. Caindo na Real
    A refeição e o canto lúgubre causaram em Luniel mal-estar, e o anúncio do rei de que uma seria escolhida a fez […]
  • 114. Desejos Proibidos
    Luniel já ia explodir, quando bufões puseram louça e panelas com malabarismos pirotécnicos, peritos tais atentos sentinelas. Solato rindo com os palhaços […]
  • 113. Dançando Durante o Fim do Mundo
    Cortesãs vieram, mais versadas em deixar loucos até coronéis.A aula ficou empolgante com “professoras” distribuindo tonéis.Veriam como servir Murareht, vinho favorito de […]
  • 112. Um Vulcão de Vaidade
    O “professor” indicou que Solato nervoso precisava de doçura. Mostrou a foto da última donzela favorita e ali estaria a futura. Luniel […]
  • 111. Sacrifício pelo Pão
    Preferiu colocar o vestido por cima da seda, ficando gorducha. Comentaram que Solato errara em pegá-la e mais galanducha. Mas teria vantagem […]
  • 110. As Regras de Etiqueta para Matar e Morrer
    Guardas abriram porta gigante para as donzelas enfeitadas. Entre muitas luzes havia de toda a história solar telas ilustradas. Cada garota estava […]
  • 109. Só Mais Uma na Multidão
    Só acordaram com a nave rasgando nuvens tal feroz pássaro, e Luniel não arriscou nada ainda pois seria proceder sáfaro. Pousaram em […]
  • 108. Raptadas
    Quando Luniel recobrou a consciência, com serenidadeviu finalmente o plano de chegar até Solato em conformidade.Amarrada, avistou por uma janela o rei […]
  • 107. Perseguida Pelo Amor
    Às vezes o cavalo pulava sobre lagoinhas e a sua cauda molhou, erguendo fumaça dissipada por vendaval que a encurralou. Estilhaços de […]
  • 106. Alvo à Vista
    Após as despedidas, tentou afogar a solidão puxando a tenda, sumindo com sedas e pistas antes que o plano virasse lenda. Agora […]
  • 105. Estratégias Dúbias
    Luniel inferiu que a coisa não seria tão virtuosa e heroica. Pensou que profecia era só lutas, mas algo a deixava paranoica: […]
  • 104. O Dilema
    Chorou com pedido de Enegea de que ao mago cruzar destino dela era para olhá-lo com o seu sentimento mais doce e […]
  • 103. Mudança de Planos
    Pela manhã Luniel pegou o pacote trazido, tampando a orelha pelo alvoroço que parou ao a verem com curva na sobrancelha. Lapilli […]
  • 102. Um Novo Horizonte
    Contudo, Lapilli ouviu Enegea resmungando de modo tenso. Foi até ela em sonho discutindo com o filho até consenso: ele continuaria no […]

janeiro 2023
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031