Lixo Espacial [Poesia]

Ouça meu aúdio de leitura enquanto lê =) :

Não pense que sou apenas uma poeira cósmica,
um resto de um planeta que explodiu ou lixo espacial.
Meu brilho manifestado causa polêmica
entre os astrônomos e astronautas sobre meu mistério sideral.

Tampouco me limito a ser um rabo de cometa,
nem um sol já morto – mera anã branca.
Sou a luz que rouba a atenção de qualquer luneta.
Superei meu período de formação com vontade franca.

O lugar em que vivi é de todo o resto distante,
mas recuperei a energia que o medo esfriou.
Não tenho mais uma órbita hesitante:
minha confiança uma estrela gigante se tornou.

Por Gisele Portes

Deixe uma resposta